A Rádio Que Orgulha o Chão Farrapo!!!
Home » » Negociação do Vaqueanos ainda sem solução definitiva

Negociação do Vaqueanos ainda sem solução definitiva

{[['']]}

Ontem, dia 24/02/2010, às 10 horas, na sala de reuniões do 11º andar, na Rua Uruguai, 155 por iniciativa e mediação da Secretaria de Governança Solidária Local, através do Agente de Governança do Bairro Humaitá, Silvio Belbute aconteceu uma reunião para tratar da questão de quem irá pagar as despesas de construção da nova sede do CTG Vaqueanos da Tradição no Bairro Humaitá.

Inicialmente abrindo a reunião, Silvio Belbute explicou que a reedição do decreto, cedendo a área diretamente para o CTG e não por intermédio da Federação estava em vias de ser reeditado, saindo de acordo com as pretensões do CTG e da comunidade entorno.

Falando a seguir José Arnildo Gomes de Mello pelo CTG este apresentou o custo de R$1.000.000,00(Hum milhão de reais), necessários para construir uma nova sede do tamanho da atual com todas as exigências atuais de construções para esse tipo, como acústica, saúde, tratamento de esgotos contempladas para que no futuro não venha a dar problemas. disse também que se o CTG fosse construir diretamente e tivesse esse recurso seriam necessários sete meses de obras.

Paulo Guimarães , falando pelo CTG, apresentou agradecimentos por pela primeira vez, após inúmeros convites as partes envolvidas (OAS e GRÊMIO), estarem presentes em uma reunião para tratar diretamente e amistosamente sobre o assunto, falou que também diferentemente como fez o INTER em seu projeto, o qual já previu a realocação dos equipamentos culturais que estavam no imóvel do projeto o Grêmio e as outras partes não se lembraram de chamar o CTG para que junto na negociação fosse equacionado a questão de sua saída e realocação, fato esse posteriormente acordado pelo Presidente José Renato da Federação dos Círculos Operários que as partes erraram em não chamar o CTG para a negociação e que assim tivessem feito o assunto já estaria resolvido.

As partes Grêmio através de Dr. Claudio Silveira Batista Gerente Executivo Jurídico e posteriormente do Advogado da OAS Dr. Arthur Porto Alegre, disseram que a responsabilidade da realocação e construção da nova sede seria do poder público municipal, fato contestado pelos representantes do CTG e da Prefeitura, os do CTG disseram que estavam satisfeitos com a mediação da Prefeitura e pela cedência da área, desde que ela fosse diretamente para o CTG.

Foi levantada também pelo representante do CTG Copinaré Acosta a questão que o CTG é Patrimônio Histórico Cultural do Estado do RGS (LEI Nº 12.748, DE 11 DE JULHO DE 2007) e que seria de bom tom chamar para uma próxima rodada de negociação a Secretaria de Cultura do Estado e a Secretaria da Copa do Estado do RGS, o que o representante da SECOPA Ricardo Gother ficou de fazer os contatos para convidar.

Estiveram ainda presentes na reunião representantes da Secretaria de Planejamento da Prefeitura Municipal Noraci e Elisangela, dando total apoio dessa secretaria em todas as questões atinentes a plantas e projetos. Pelo Vaqueanos se fez presente também o Arquiteto João Luis Junqueira responsável pelo projeto da nova sede.Pelo Site Nação Gaúcha compareceu Deives Thormes, fazendo o registro fotográfico bem como o Jornal Virtual Chasque Pampeano através de seu Editor Guimarães.

Como resultado da reunião ficou as falas das partes (Grêmio, Federação e OAS), de que nenhuma se responsabilizava pelos custos da construção da nova sede, mas como disse o Guimarães pela primeira vez as partes sentavam frente a frente para discutir a questão, o que já foi por este considerado um avanço.

Ficou marcado uma próxima reunião para continuarem as negociações.

Guimarães - Representante CTG

Share this article :

+ comentários + 1 comentários

1 de março de 2010 18:06

até quando nós "detentores " da cultura gaucha vamos ter que pedir pelo amor de deus não nos tire daqui, isto tudo é resultado de uma administração falida e retrograda que´é praticada dentro de todos os ctgs, ta ai um bom motivo para levar as reevindicação de todos, a frente de uma cavalgada do litoral que não serve para nada , ou estou errado ? é um absurdo e vamos continuar a fazer e participar de cavalgadas sem a mínima proposta ah nossa façanhas hehehehe é uma vergonha.

Postar um comentário

Ouça ao vivo

Curta no Facebook

 
Registrado © 2013. RádioTertúlia.com - Piratini/RS - Todos os direitos reservados